O caminho de muitos – Edson Olimpio Oliveira – Crônicas & Agudas – 10 Abril 2013

 

2013 – 04 – 10 Abril 2013 – O caminho de muitos – Edson Olimpio Oliveira – Crônicas & Agudas – Jornal Opinião

O caminho de muitos…

Muitos passam a vida acumulando coisas que pouco usaram ou que jamais usarão. Talvez como aquele casaco ou aquele sapato, ou um eletrodoméstico ou outra coisa qualquer. Amontamos coisas úteis ou inúteis. Temos a dificuldade em nos desfazermos de objetos como temos a dificuldade em nos livrarmos de dores ou sentimentos encravados, enraizados em nosso ser. A pessoa busca e anseia pelo perdão do seu padre ou pastor, do guia religioso ou espiritual para assim acalmar sua consciência ou aplacar as dores da alma. No entanto, talvez perdoar aos outros seja mais fácil do que se perdoar. Liberar-se de coisas materiais ou de coisas do nosso íntimo pode ser tarefa dura, dolorosa ou até impossível neste aqui e agora.

Cr & Ag

Você tem alguma casa em sítio? Ou casa de praia? Como você equipou esta sua outra residência? Muitos usam aquilo que consideram descartável, velho ou inútil no lar principal para povoarem os espaços da segunda casa. Ou do local de veraneio. Ou local de prazer. Veraneio, lazer associa-se com prazer, felicidade e alegria. O lar ou a casa original é o local de trabalho e de purgação, das batalhas do dia a dia e dos enfrentamentos com a dura realidade da vida, do cotidiano e dos relacionamentos. A casa da praia, por exemplo, é o local do prazer e das merecidas e ansiadas férias. O local onde despimos a maior parte das nossas roupas e das nossas atribulações e nos permitimos extravagâncias se comparados com a atividade dita normal ou habitual.

Cr & Ag

Mas se o local de veraneio e de lazer oferece novas emoções ou reavivamento das antigas, por que ocupar e trazer para aqui o que está “velho” ou inútil? Contradição? Não deveríamos equipar esse lugar com novos e belos móveis dando aquele sofá decrépito para algum necessitado? – Economia! – pensaste. Conhece aquela lenda urbana da esposa oficial que descobriu o “ninho de amor” montado pelo falcão peregrino? No seu local alternativo de sexo e alegrias – tudo novo e do melhor possível. Por que também não usar o descartável como aquilo enviado para a casa de veraneio?

Cr & Ag

Eis que um dia os sobreviventes se aposentarão. A maioria será esgoelada pelo INSS. Muitos vão atrás do sonho de morar no sítio e terem suas próprias e rechonchudas galinhas, sua horta, suas laranjeiras e outras maravilhas pacientemente catalogadas na agenda do aposentado. Outros sonham em morar no litoral. Praia! Que beleza sentir a brisa do mar nos cabelos, o odor salino, caminhar com os pés livres pelas areias com as ondas a lhe lamberem os dedos e chutando as tatuíras. Os novos dias serão longos ou acintosamente curtos para tantos projetos e sentimentos. Preocupações? A aposentadoria insuficiente do INSS e a insegurança de ter um marginal com o cano do tresoitão atolado em sua garganta ou ser ameaçado pelos “menores em situação de risco”? Novamente os sobreviventes dessas intempéries sociais do “capitalismo selvagem” enfrentarão a realidade que cultivaram e plantaram.

Cr & Ag

Na “melhor idade” (para quem?) estarão inapelavelmente velhos. Fatalmente velhos. O politicamente correto será uma mera e dolorosa quimera. Estarão cercados daquilo que descartaram como inúteis em seus lares e casas e agora sentir-se-ão inúteis para uma sociedade quem nem os governos socialistas respeitam como idosos e aposentados do INSS, apesar da propaganda em contrário. Analogia cruel e real! Escape-se dela. Usem o melhor na alegria e na felicidade. Roupa de combate e ração de campanha dos guerreiros ou militares são para a guerra, sob o açoite da artilharia ou da infantaria inimiga. Concordam?

Jim Warren4

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: